Beto Verlí

Music lover, addicted to my wife and kids, disciple of Jesus Christ.
A 9 anos atrás minha vida iria mudar para sempre. Eu não fazia ideia do quanto uma pessoinha iria causar tanto rebuliço em mim. Quando a vi pela primeira vez, aqueles grandes olhos brilhantes cruzaram o meu. Era como se ela dizia: “cheguei!” Foi amor a primeira vista… Desde então vê-la crescer todos os dias, ficando cada vez mais linda, é um presente de Deus. Filhinha, eu te amo muito. Ser seu pai é a melhor coisa que existe :-) feliz aniversário!!!!!!

A 9 anos atrás minha vida iria mudar para sempre. Eu não fazia ideia do quanto uma pessoinha iria causar tanto rebuliço em mim. Quando a vi pela primeira vez, aqueles grandes olhos brilhantes cruzaram o meu. Era como se ela dizia: “cheguei!” Foi amor a primeira vista… Desde então vê-la crescer todos os dias, ficando cada vez mais linda, é um presente de Deus. Filhinha, eu te amo muito. Ser seu pai é a melhor coisa que existe :-) feliz aniversário!!!!!!

Somos todos realmente macacos?

image

Esta semana, foi muito repercutida a campanha antiracismo promovida por Neymar nas redes sociais, usando a hashtag #somostodosmacacos, em resposta a um ato racista contra o jogador Daniel Alves por parte da torcida, que lançou bananas no campo.

Um dia depois, se espalhou a notícia de que na verdade a campanha de Neymar não havia sido espontânea, mas elaborada pela agência de marketing Loducca, semanas antes do fato ocorrido no jogo.

Vi muitos amigos e irmãos embarcarem na “brincadeira” tirando fotos com bananas na mão (a la Neymar), o que até aí, não é o problema.

Deixando o racismo de lado, que por sinal é um ato deprimente, desumano e que fere qualquer ser pessoa, vem a pergunta: - Somos todos mesmos macacos?

Faço a pergunta porque na verdade, a declaração “Somos todos macacos" poderia ter um sentido de brincadeira no estilo "sou macaco mesmo e daí???" o que seria engraçado e ao meu ver alcançaria o mesmo objetivo. Mas na verdade, a agência que idealizou tal campanha, tem uma outra explicação. Veja parte do comunicado enviado pela agência à imprensa:

"Colocado como foi, ironicamente, na situação (logo após a maravilhosa atitude do Daniel Alves), a hashtag, mais a imagem de Neymar com seu filho, não chama os negros de macacos, mas lembra ou alerta os brancos que somos todos iguais, vindos ‘do mesmo macaco’. Este é um fato científico provado e comprovado (salvo alguns fanáticos que ainda questionam Darwin), não uma opinião", informou a agência.

Não é difícil de notar o tom “ateu” da declaração. O irônico é que, se realmente Neymar é cristão como ele diz ser, a agência estaria em sua declaração demonstrando “preconceito” para com a crença do seu cliente, que é mais uma vítima da mídia.

O alerta aqui fica para aqueles que gostam de embarcar na moda o mais cedo possível: Antes de sair aderindo a qualquer idéia ou pensamento, pense, averigúe, pesquise a fonte, porque no final você pode “ingenuamente” estar promovendo algo que na verdade vai de encontro ao que você crê.

Não sou a favor do racismo, e nem tenho por objetivo gerar polêmica com relação a “Fé x Ciência”. Cada um crê no que quer e colherá as consequências de sua crença.

Deixo apenas uma pergunta para aqueles que como eu são cristãos:

Você concorda com a opinião da agência que criou a campanha? Somos mesmos todos macacos?

1 of 16
Load More Posts
Sorry, No More Posts
Loading...